sábado, 13 de junho de 2009

Era uma vez...





















Era uma vez....
...uma menina que apesar de se achar abençoada por muitas coisas em sua vida, sentia que algo estava faltando.
Ela simplesmente não entendia como as outras pessoas conseguiam encontrar tão facilmente suas metades. Ela não compreendia porque sua vez nunca chegava e tentava analisar a si própria e aos seus atos para tentar achar suas falhas. Mas simplesmente, nada fazia sentido...
Se achava bonita, mesmo porque, muitos já haviam lhe dito isso, se achava inteligente, se achava legal, mas nada disso parecia agradar a ninguém, ou pelo menos não a quem ela queria.
Tentava ser diferente para agradar, não dava certo, tentava ser ela mesma, não dava certo.
Então, diante de tantas desilusões, o coração dela foi ficando apertadinho, apertadinho. Já quase sem forças para lutar, ela começou a perder a esperança. E começou a ficar com medo, medo de que cada vez mais as coisas fizessem menos sentido. Ficou apavorada com a possibilidade de nunca fazer parte da vida de alguém, de nunca poder, sequer, tentar fazer alguém feliz...
Sentindo-se uma espécie de "ferramenta social sem utilidade", hoje ela vaga por aí, apenas sobrevivendo, num mundo cheio de vida, assistindo a tudo através de suas verdes vidraças, tentando entender...

Um comentário:

  1. nuuuu juuu
    q forteeee...

    E começou a ficar com medo, medo de que cada vez mais as coisas fizessem menos sentido. Ficou apavorada com a possibilidade de nunca fazer parte da vida de alguém, de nunca poder, sequer, tentar fazer alguém feliz...

    saiba q nossas vidas sem vc n tem menor graça
    vc e nosso sol..
    mil borboletas voam dentro de mim, qdo te vejo... =]


    bjooooooooooooooooo

    ResponderExcluir

Epic