sábado, 4 de abril de 2009

AmOOOOOOooo minha van II ((ou o bêbado e a sem-noção))


"Querido diário: Hoje fiz 2 novos amigos na minha van..."


Como se já não bastassem todos os meus problemas...

Aff... agora que as coisas estavam se encaminhando ao menos na ida, uma maior inteiração, compreensão, apesar dos quase-acidentes constantes ((e dos acidentes)) na ida, agora meu inferno astral se torna a volta!

Hoje, sexta-feir, depois de uma semana fodida, de prova-terrorista do Cacá, de alívio com Ana Mônica e Márcia, após dois horários vagos e as aulas tão peculiares de Sociologia, você naquela ânsia de chegar em casa, comer, descansar, dormir ((mesmo porque você não é filhinho(a) de papai e tem que "ralar" no outro dia)), pega uma van apertada, lotada, num banco que anda pra trás e ainda por cima, a falação de um bêbado e uma sem-noção, que podiam muito bem serem bêbados e sem-noção, desde que não incomodassem a mim.

Desde o trote, nunca fui com a cara daquele distinto, mas hoje ele se superou, e a sem-noção é também tão sem-significância que nunca tinha notado sua existência ((dias felizes aqueles)). A falação eu aguento, já aguentei muito, mas daí a zoar com a cara dos outros é pura babaquice! Zoar com a minha cara então é adquirir um encosto pro resto da vida.


Sem-Noção: _ Já reparou que a gente fala mal de todo mundo que desce?

Bêbado: _ Isso quer dizer que você é a próxima, caloura de comunicação.

Eu: _ Ainda bem que não vou tá aqui pra escutar.

Sem-Noção: _ Mas é lógico, a gente só fala quando sai.

Eu: _ É, porque já escutei tanto de vocês hoje...

((Saio. Risinhos e comentários bêbados e sem-noção))


Vatefuder!!!

Puxa vida, meu Deus! Como existe mala nesse mundo!

Eu queria ter uma bomba...

BJu!

((não para bêbados e sem-noção))

Para Josi ((tudo passa, até a uva-passa...))




Como uma Onda
Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi
um dia
Tudo passa, tudo sempre
passará
A vida vem em ondas,
como um mar
Num indo e vindo
infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu a
um segundo
tudo muda o tempo todo no
mundo

Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo
agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre

Como uma onda no mar

Como uma onda no mar

Como uma onda no mar

Epic