quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Direito de resposta


Esse foi o comentário que postei como resposta ao comentário anterior no post "Fim de semana frustrado ((e olha que tinha feriado...))"

"Gente, sou obrigada a rir de tal comentário. E o mais legal é que a pessoa posta anônimo, como se não desse pra imaginar quem foi que escreveu... triste...
É rir da minha inteligência. Posso ser ridícula ao ponto que for, mas jamais escreveria "acho" com "x" ou "viagem" com "j". Acho que isso me torna menos ridicula... De qualquer forma, me atrai a ideia que seja tão incômoda ((ridícula?)) ao ponto de que alguém perca seu "precioso" tempo comentando em meu blog!
De qualquer forma, continuo ODIANDO gente feliz, porque felicidade em um mundo onde as pessoas são consideradas ridículas me soa um tanto quanto falso, hipócrita, enfim, como você que comentou aqui no meu blog e se quer se identificou."

Caramba! Quem diria! Sabe o que acho o máximo? Nada! Tava só te testando! KKKK...
E ainda me perguntava porque era tão difícil lidar com tais pessoas... Bobagem, a resposta tá aí! É porque elas são inteligentes demais, legais demais, adultas demais e o mais importante, felizes! Eu? Não sou em absoluto nada disso, e ainda sou mau-humorada e "ridícula". Pobre de mim... Peraí que vou ali cortar os pulsos e já volto, aliás, não volto, né...
De qualquer forma, valeu a diversão do fundão!

Adeus mundo cruel! Adeus pessoas adoráveis! Triste fim...

Morri!

BJu aos irônicos, aos cínicos e aos que sabem o que isso significa! ;*

Epic