terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Retrospectiva 2010


Quando um ano começa, definitivamente, não se sabe o que esperar dele. Óbvio que fazemos alguns planos e esperamos sempre o melhor, mas por mais que aguardemos as previsões do Fantástico ou compremos o especial signos da Capricho, não dá pra prever. O ano de 2010, pra mim ao menos, foi imprevisível!

Tudo começou em Pará de Minas, na Girus, regado a muito... "Sonho de Valsa" e passei de vermelho! ((já havia feito isso algumas vezes já...))

Início do ano, volta a realidade. Tinha abandonado o estágio porque não dei conta dele e dos trabalhos finais. Na academia, o de sempre, aquele prejuizo todo, assim como no quesito coração. Nenhuma novidade até aí.

Então, vamos aproveitar o restinho de férias! Livros! Muitos livros ((4 ao todo)) que a Amanda me emprestou. Amei todos! A menina que roubava livros em especial. Quanto a música, do final do ano até início das aulas, estava ouvindo desesperadamente Lady Gaga, um vício delicioso. Então, as aulas começaram. Aquela peleja e o medo de não dar conta de pagar a boleta voltou a assolar, mas eis que surge uma oportunidade de estágio no gabinete do Deputado Jaime Martins. Participei da seleção, querendo e ao mesmo tempo não querendo um estágio, com medo de como isso poderia afetar meus estudos que a cada período deixam mais a desejar... Terminada a seleção, nenhuma resposta, então, larguei de lado.

Carnaval! Pela primeira vez na vida fiz algo no Carnaval! Fui a Cachoeira do Alemão com Nina, Tiago e parte do Maria Boné. Ainda bem que amor de Carnaval não sobe serra... Hehehehe...
Nessa mesma época, estive as voltas com o dentista! O stress deixou suas marcas! Gengivas pra lá de inflamadas e lá vai $$$$. Ao final do mês de março me ligam: Você já pode vir começar no estágio? Como assim? De uma hora pra outra? Como faço com meu horário na academia? ((Pensando bem, desde o começo lá foi assim, né? Tudo de uma hora pra outra, no último minuto, tsc tsc tsc)). Ainda no mês de março, comemorei um ano de blog! Perfeito sempre será um joelho escalavrado!

Pela primeira vez na vida, decidi fazer uma festinha de aniversário para mim. Depois de pitacos de todos os lados, consegui, e gostei do resultado. Deu um trabalho desgraçado, passei muita raiva, mas valeu cada segundo! Amei meus presentes! Mas não pretendo fazer de novo...
Pra melhorar a comemoração de 26 aninhos, tia Pitty vem a cidade! Hangar de morro vendo Pitty? Tô dentro! ((até parece que a decisão foi assim fácil...))

O semestre letivo começou a esquentar e então vieram as pilhas de trabalho que somadas ao estágio e ao emprego se tornaram um pesadelo. Ao menos o Interdisciplinar era interessante: um documentário sobre Comunicação e Trabalho onde falaríamos de música ((óbvio)), no caso, sobre os jabás nas rádios. Deu um trabalho danado, mas ficou lindo!

Falando em música, 2010 foi um ano Rock' n' roll onde Marina e eu saímos por esse mundo afora atrás de bandas de rock! Quase todo fim de semana tinha um Maria Boné, um Jaspion, um Plugness... que vida mais dura essa!

Daí veio a fase meio deprê, a burrice me atacou algumas vezes, me interessei por quem não devia, me senti um zero a esquerda e ainda perdemos a Copa do Mundo! De nada adiantou a decoração que Cáthia e eu fizemos...

Neste ano ainda descobri potencial charmoso em mim! Descobri que se eu quiser, posso conquistar algo ou alguém, nem que seja One night stand! Mas vale a pena tentar. Tentei e consegui. Pena que não sei ministrar as coisas, muito menos os sentimentos...

Comecei a ouvir o Chiaroscuro da Pitty e me encontrei em boa parte dele, principalmente em Fracasso. No entanto, em uma viagem muito aloprada a BH ((coisas do gab!)), bati um papo irritantemente útil e descobri que era hora de deixar o fracasso de lado e seguir.

As férias voaram e nem curti, porque entre a academia e a faculdade faltosas tinha um estágio no meio do caminho, no meio do caminho tinha um estágio! Então, sem demora recomeçaram as aulas e com elas a maior decepção ((ou uma das maiores)) da minha vida! Oficina de jornalismo I! O inferno na terra! O terror sem fim das terças-feiras! Aliás, o segundo semestre todo foi um pesadelo! Professores e alunos empurrando com a barriga! Situação bem canseira! Sem falar nos trabalhos... um salve!

E pra melhorar a campanha eleitoral! Juro que foi um período de minha vida que achei que ou eu morreria ou mataria um! Sério, sem exageiros! Quem esteve por perto viu! Meu pai foi testemunha ocular! Crises de choro, noites mal dormidas, nervos a flor da pele. E a campanha não acabava nem após o fim! Mas o melhor de tudo foi o agradecimento que levamos pela dedicação, pelos fins de semana e feriados trabalhando! 789.456.132.321.654.987 dedos no total!

Mas nem tudo são trevas. Graças ao BOM DEUS! Em meio a esse caos, fui a Girus pra espairecer, no show do Pouca Vogal, projeto paralelo de Humberto Gessinger, o homem Engenheiros do Hawaii. Show maravilhoso! E ainda por cima, conheci um carinha legal daqui mesmo, coisa rara, chamado Ítalo.

Aliás, em meio ao caos da minha vida, conhecer e me aproximar dessa pessoa salvou não só meu ano de 2010, mas também minha sanidade! Ítalo=Puff! Apesar de um certo susto que quase culminou no fim de tudo, a coisa rendeu, nossa aproximação foi cada vez maior. Além de uma grande admiração, uma amizade especial, surgia um outro tipo de sentimento ali que foi crescendo, crescendo, crescendo...

Pausa para um pouquinho de realidade: Quando retornei de minhas férias na academia, recebi a incrível notícia de que seria titia. Infelizmente, Amanda e Alessandro vieram a perder a oportunidade de serem papais, mas tenho certeza que o amadurecimento foi útil. Desejo o melhor sempre para os dois!

O limite de terror estava quase sendo ultrapassado com os trabalhos cabeludos e infindáveis da facul mais a campanha também infindável ((porra, nem depois do segundo turno??)) e o treinamento sem fim ((novidade)) de alguém pra trabalhar na recepção a tarde. Mas havia luz ao fim do túnel! Ah, se havia! E a garota do Era uma vez, teve sua vez! Pela primeira vez na vida, em meus 26 anos ((pare de repetir sua idade, por favor!)) fui pedida em namoro! E adivinha só? Aceitei! E hoje, quem diria, estão completando 2 meses de namoro! U-hu!

2010 completou-se um ano do show da minha vida exatamente no dia 08/11! Nunca esquecerei!

Será que ainda dá pra melhorar? Huuummm... impressionante como a vida da gente muda no espaço de 12 meses! Nos dois últimos meses então, nem se fala. É impressionante o que muda dentro de você quando você ouve três palavrinhas mágicas! Esse ano descobri que a vida valhe a pena, redescobri suas cores. Reaprendi os valores da família, do trabalho, da amizade e pretendo ser cada dia uma pessoa melhor e é assim quero adentrar 2011: feliz e perseverante! Sempre!

Obrigada 2010! Feliz 2011!

BJu!



quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Liberdade a quem eu DEI liberdade!


As pessoas têm perdido a noção de até onde se tem liberdade para dizer certas coisas. Não sei , pode até ser coisa minha, mas procuro pensar muito antes de dizer alguma coisa, qualquer coisa! Em parte por ter medo de dizer uma besteira ou então por saber que a pessoa que vai ouvir pode não gostar. Óbvio que nem sempre a gente consegue ((ou acerta)), mas é bom ter um discernimento.
Outro dado importante: nunca generalize! Nunca atire todas as pessoas dentro de um caldeirão de uma só personalidade. Sim, somos todos diferentes e essa é a graça! Só porque você convive com uma pessoa assim ou assado e trata com ela de uma certa maneira, que vocês possuem uma certa liberdade, não quer dizer que outra pessoa seja/haja da mesma forma.
Teste simples para saber qual seu grau de liberdade com determinada pessoa: Observe. Veja como ela brinca com você ((se é que o faz)), assim talvez você a conheça. E importante! Veja como ela está antes de fazer qualquer tipo de brincadeira. Observe seu estado emocional no dia, pois há dias em que nada se encaixa. Fazendo isso você evita o sério risco de ser morto por fazer uma piadinha infeliz numa hora infeliz. Viu, infeliz?


segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Diálogo


O rapaz, deitado de frente a moça, olha em seus olhos e diz:
_Tenho algo a dizer, mas não sai, fica engasgado.
A moça percebendo o grau de seriedade no tom do rapaz, finge, zombeteira:
_Quer que eu dê uns tapinhas nas costas pra ver se desengasga?
Ele sorri e faz que não com um movimento de cabeça, mas volta ao tom sério:
_Não consigo dizer, porque é muito forte.
O coração da moça dispara e então ela percebe que ambos estão na mesma situação. Ela sorri para ele, silencia e olha dentro dos olhos dele. Depois de algum tempo em silêncio, este é por ela quebrado:
_É o mesmo que sinto e eu sei que é muito forte, então, acho que se sentimos o mesmo e sabemos o que é, não é preciso ser dito.

A conversa muda de rumo e os dois se distraem. De repente, ela assumindo a posição que o rapaz ocupava anterioremente, diz:
_Sobre aquilo que estamos sentindo e não precisamos dizer...
_Eu te amo. - disse ele, interrompendo-a gentilmente.
Ela abre um sorriso, talvez o mais sincero que já tenha sorrido e começa a desabrochar em um choro que nada tem de doído. É um choro de alívio, um choro de prazer, um choro de felicidade. Para tranquilizá-lo, já que ele a observava atentamente e com olhar preocupado, a moça olha em seus olhos, com lágrimas a escorrer pelo rosto sorridente diz:
_Eu te amo.
Os dois se beijam e com lágrimas em seus olhos, selam aquele momento tão especial, tão puro, tão mágico.
Ela feliz, pois nunca achara que ouviria essa frase algum dia e ele feliz pela oportunidade de dizê-la pela primeira vez.

Continua...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Head Over Feet - Da cabeça aos pés


I had no choice but to hear you
You stated your case time and again
I thought about it

You treat me like I'm a princess
I'm not used to liking that
You ask how my day was

(chorus)
You've already won me over in spite of me
Don't be alarmed if I fall head over feet
Don't be surprised if I love you for all that you are
I couldn't help it
It's all your fault

Your love is thick and it swallowed me whole
You're so much braver than I gave you credit for
That's not lip service

(repeat chorus)

You are the bearer of unconditional things
You held your breath and the door for me
Thanks for your patience

You're the best listener that I've ever met
You're my best friend
Best friend with benefits
What took me so long

And I've never felt this healthy before
And I've never wanted something rational
And I am aware now
And I am aware now

(repeat chorus)

Da Cabeça aos Pés

Eu não tive escolha a não ser ouvir você
Você contou sua história sem parar
Eu pensei sobre ela

Você me trata como uma princesa
Eu não estou acostumada a gostar disso
Você me pergunta como foi meu dia

Você já me conquistou mesmo contra a minha vontade
Não se assuste se eu me apaixonar
Não se surpreenda se eu lhe amar por tudo o que você é
Eu não pude evitar
É tudo culpa sua

Seu amor é enorme e me engoliu inteira
Você é muito mais corajoso do que eu pensava
Isso não é da boca pra fora

Você é o mensageiro de coisas incondicionais
Você segurou a respiração e a porta para mim
Obrigada pela sua paciência

Você é o melhor ouvinte que eu já conheci
Você é meu melhor amigo
Melhor amigo com vantagens
O que me fez demorar tanto?

Eu nunca tinha me sentido tão bem assim
Eu nunca quis algo racional
Eu sei disso agora
Eu sei disso agora

Lyrics by Alanis Morissette

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A única exceção


Talvez eu saiba, em algum lugar
No fundo da alma
Que o amor nunca dura
E temos que arranjar outros meios
De seguir em frente sozinhos
Ou ficar com uma cara boa

E eu sempre vivi assim
Mantendo uma distância confortável
Até agora
Eu tinha jurado a mim mesma que eu estava contente
Com a solidão

Porque nada disso algum dia valeu o risco, mas
Mas você é a única exceção

Eu tenho uma forte noção de realidade
Mas eu não consigo
Deixar o que está na minha frente
Eu sei que você está partindo
Quando você acordar de manhã
Me deixe uma prova de que não é um sonho

Você é a única exceção

E eu estou a caminho de acreditar.
Oh, e eu estou a caminho de acreditar.

Music and lyrics by Paramore

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Eu sei que o você fez na primavera passada...

O que você estava fazendo há um ano atrás?

Há exatamente um ano atrás eu estava vendo o show do FAITH NO MORE!
Melhor dia da minha vida!
BJu!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tudo novo...


"Tdo novo".

Me deparei com essa frase, absolutamente simples, porém profunda.
A vida nova em questão, realmente esta assumidamente nova, mas, e a minha?

Essa pergunta é pra questionar se tá tudo bem até aqui. Tipo, a novidade maior e mais aventureira é o namoro. Sabe quando você espera muito por alguma coisa ao mesmo tempo não esperando? Pois é! É uma sensação incrível de descobertas e novidades constantes e um pouquinho de medo. Mas e os outros "tudo novo"? Cadê?
Hoje percebi que estou trabalhando na academia há 6 anos! ((Tirando os 6 meses na Somasa)) São 6 anos! Quem era criancinha lá quando comecei já é adolescente, já tem namorado!! Não que não goste de trabalhar lá, mas às vezes bate uma vontade de novidade...
E a faculdade que era minha maior novidade? Tá um tédio só! O estágio? Não sei se quero mais novidades aqui... ((geralmente é roubada, aqui queria mesmo era estabilidade!))

O ponto que quero chegar é que: "tudo novo" é bom! Assusta? Preocupa? Sim. Mas empolga!
Viva a novidade!

BJu!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Quer namorar comigo?


_Você quer namorar comigo?
((cri... cri... cri...))
_ Repete por favor?
((revirada de olhos))
_VOCÊ QUER NAMORAR COMIGO?
_Muito!
((choro))

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Ouvir algo assim...


Nesse fim de semana me deparei com algo especial e inesperado. Uma frase que há muito gostaria de ouvir e me perguntava se nunca a ouviria.
Quem acompanha este blog que vos escreve já bem sabe minha trajetória em alguns quesitos sentimentais. A "garota do era uma vez" tem lá suas amarguras.
Mas tudo começou com um "te adoro" que por si só já fez uma diferença danada. E como é bom poder repetir isso, principalmente sabendo que isso não é unilateral, que você diz e recebe um de volta, que você ouve e pode dizer "eu também" sem medo.
O passo seguinte foi ouvir um "por que eu gosto tanto de você?" que virou um "gosto muito de você" e como diria Pitty: "e o meu trapézio no ar..."
Não sei o que vai acontecer de agora em diante, procuro nem pensar muito, mesmo porque já andei pensando e acabei em lágrimas. Mas o fato é que este momento é mágico e mesmo que não ouça algo assim em outra ocasião, só digo que valeu ((e muito)) a pena ouvir. E penso que as pessoas que ouvem frases assim deveriam dar mais valor, porque ao meu ver, algo com tamanha carga não deve jamais ser dito ao vento e sem sinceridade.
Felicidade? A "garota do era uma vez" aguarda a sua vez.
BJu!

Obs.: Dedicado a alguém especial a quem eu queria dizer ((com ajuda novamente da Pitty)) aquilo que todo mundo sente, mas não consegue expressar. ♫

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Any Sugestions???


Tá, tia! Mas agora vem a dúvida: faço o que?

  • Largo o estágio e fico com o trabalho e a facul ((mas como vou pagar a boleta sem desconto?))
  • Largo o trabalho e fico com o estágio e a facul ((mas com que grana vou pagar a boleta?))
  • Largo a facul e fico com o trabalho e o estágio ((mas pra que vou precisar do estágio??))
Como se não bastasse essa dúvida, tô com um monte de "caraminholas" na cabeça!
E agora? Alguém aí tem alguma sugestão? Não? Foi o que imaginei!

BJu!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Felicidade existe???? :o :o


Tô começando a acreditar que felicidade existe pra mim também!
Ê, trem bão!
BJu!

♫ Ando meio desligado...
Eu nem sinto meus pés no chão.
Olho e não vejo nada.
Eu só penso se você me quer. ♫

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O surto!

Se existe um momento na minha vida pra surtar, a hora é essa!
Tudo caminha para o caos total! Minha vida pessoal tá uma zona só! Não que ela esteja ruim, mas é um turbilhão de sentimentos.
Minha vida profissional tá exigindo muito mais do que posso oferecer. Na academia, tô fazendo trabalho de 3 e como se não bastasse, além da falta de ajuda, a incompetência ali bate ponto todo dia! No gabinete, essa campanha não acaba nunca, nem no dia da votação!
A vida estudantil tá ruim de descer! Não tem uma aula que salve!
E para completar a maravilha, essa semana do cão, tenho que conjugar as minhas 586 funções da academia ((com o mesmo salário)) com as frescuras de final de campanha e ainda uma porrada de trabalhos cabeludos da faculdade pra fazer ((e prova))! Pronto! Não falta absolutamente mais nada! ((que nem me ouça, pois não a nada de ruim que não possa piorar))
Socorro! Não sei se consigo sobreviver.
Alguém me ajude!


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Universo Masculino


Dia destes, numa conversa destas pós-momentos beeeeem legais ((if you know what I mean)), fui convidada ((na verdade me convidei)) a penetrar no universo masculino.
O ponto de partida da conversa foi, óbvio, as diferenças entre os universos masculino e feminino. E o que me impressionou foi o fato de que a diferença maior se dá na simplicidade do mundo dos meninos, em comparação com o mundo de devaneios das meninas.
Para eles, como me foi dito, a criação de um clima/momento perfeito se dá com a equação ((nesta ordem, segundo a fonte)) cerveja + menina + ambiente. Simples assim!
Enquanto que para nós meninas, construimos sempre um castelo com direito a príncipe montado em um cavalo branco ((eca!)). A fonte ficou chocada, mas é verdade! Por mais forte que nos mostremos, que nos fazemos parecer, temos esses sonhos de menininhas, é inevitável. E ao mesmo tempo, é triste, porque não há nada de simples e quando o castelo desmorona, a gente desmorona junto e custamos a nos reerguer, os escombros soterram o príncipe e o primeiro a correr é o cavalo.
No caso dos rapazes, se acabar a bebida/cerveja é só buscar mais, se a menina não é o ideal, é só procurar outra e se o ambiente não estiver legal, vam'bora para outra balada. Simples assim...
Foi legal o papo, espero continuar descobrindo cada vez mais sobre esse misterioso mundo/universo masculino...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O mundo anda tão complicado...


♫"Vem cá meu bem que é bom lhe ver
O mundo anda tão complicado
Que hoje eu quero fazer tudo por você..."♫

Renato Russo

domingo, 12 de setembro de 2010

Aaah, o amor...



Tirinha retirada do blog Um sábado qualquer de Carlos Ruas: http://www.umsabadoqualquer.com

Só pra esclarecer aos desavisados: essa tirinha não quer dizer nada, estou só zoando este sentimento chamado Amor que faz a gente ficar um tiquinho mais idiota, ok??

sábado, 11 de setembro de 2010

Ch-Ch-Changes...


Hoje tive uma espécie de insight. De repente me vi pensando em como minha vida mudou. Da "menina do mato" que morava no Tietê para a garota que não fica em casa mais...

Daquela que ficava em casa a tarde toda assistindo MTV, praquela que sai de casa às 7h e só volta às 23h ((ou nem volta...)). Como deixei de ser aquela menina que achava que nunca daria o primeiro beijo para me tornar esse alguém que "dá seus pulinhos"...

De uma garota que nem gostava de sair de casa, que vivia só de criar histórias para si mesma ao invés de vivê-las, passei a cair na real e fui fazer ((boas)) amizades, fui correr atrás de amores, fui estudar aquilo sempre quis, enfim, fui viver a minha vida. Mal ou bem, me metendo em enrascadas, me safando, sorrindo, chorando, passando raiva, me divertindo... estou vivendo a vida.

E foi assim, desta forma, que me dei conta de que estou participando do mundo, que deixei de ser uma mera expectadora para me tornar atuante. E por mais que eu reclame ((e como reclamo)), estou feliz. Com medo de tudo, é bem verdade, mas feliz!

Mas bateu a dúvida: Será que mudei também com relação as pessoas? Foi bom? Valeu a pena? Espero que sim e espero cada vez mais me surpreender com a vida e surpreender os outros.

BJu!


domingo, 29 de agosto de 2010

Devaneios, expectativas e frio na barriga...


Tudo acontecendo tão depressa,
Tudo tão diferente,
Tudo tão especial...
Coração bate forte,
Cabeça divaga a mil por hora,
Sangue correndo nas veias,
Frio na barriga,

...

Sentir-se assim não é novidade,
Sentir-se assim e ter medo é comum,
Sentir-se assim e confessar que é bom...
Mesmo que não dure mais que um segundo,
Posso dizer que desta vez foi diferente,
Foi mais intenso,
Foi bom!

sábado, 14 de agosto de 2010

King Of Pain ((Rei da Dor))


There's A Little Black Spot On The Sun Today
It's The Same Old Thing As Yesterday
There's A Black Hat Caught In A High Tree Top
There's A Flag Pole Rag And The Wind Won't Stop

I Have Stood Here Before Inside The Pouring Rain
With The World Turning Circles Running 'round My Brain
I Guess I'm Always Hoping That You'll End This Reign
But It's My Destiny To Be The King Of Pain

There's A Fossil That's Trapped In A High Cliff Wall
(that's my soul up there)
There's A Dead Salmon Frozen In A Waterfall
(that's my soul up there)
There's A Blue Whale Beached By A Springtide's Ebb
That's my soul up there)
There's A Butterfly Trapped In A Spider's Web

I Have Stood Here Before Inside The Pouring Rain
With The World Turning Circles Running 'round My Brain
I Guess I'm Always Hoping That You'll End This Reign
But It's My Destiny To Be The King Of Pain

There's A King On A Throne With His Eyes Torn Out
There's A Blind Man Looking For A Shadow Of Doubt
There's A Rich Man Sleeping On A Golden Bed
There's A Skeleton Choking On A Crust Of Bread

There's A Red Fox Torn By A Huntsman's Pack
There's A Black Winged Gull With A Broken Back
There's A Little Black Spot On The Sun Today
It's The Same Old Thing As Yesterday

I Have Stood Here Before Inside The Pouring Rain
With The World Turning Circles Running 'round My Brain
I Guess I Always Hoping That You Will End This Reign
But It's My Destiny To Be The Queen Of Pain

I'll Always Be Queen Of Pain


Há um pequeno ponto escuro no sol hoje
É a mesma coisa que aconteceu ontem
Há um chapéu preto preso no topo de uma árvore alta
Há um mastro com uma bandeira e o vento não vai parar

Eu estive aqui antes dentro da tempestade
Com o mundo girando círculos em volta do meu cérebro
Eu acho que estou sempre desejando que você dê fim a esse reinado
Mas é o meu destino ser o rei da dor

Há um fóssil que está preso em um grande penhasco (É minha alma lá em cima)
Há um salmão morto congelado em uma cachoeira (É minha alma lá em cima)
Há uma baleia azul encalhada pela maré baixa da primavera (É minha alma lá em cima)
Há uma borboleta presa em uma teia de aranha

Eu estive aqui antes dentro da tempestade
Com o mundo girando círculos em volta do meu cérebro
Eu acho que estou sempre desejando que você dê fim a esse reinado
Mas é o meu destino ser o rei da dor

Há um rei em um trono com seus olhos cheios de lágrimas
Há um homem cego procurando por uma sombra de dúvida
Há um homem rico dormindo em uma cama dourada
Há um esqueleto sufocado por uma casca de pão

Há uma raposa vermelha dilacerada pela matilha de um caçador
Há uma veloz gaivota preta com as costas quebradas
Há um pequeno ponto escuro no sol hoje
É a mesma coisa que aconteceu ontem

Eu estive aqui antes dentro da tempestade
Com o mundo girando círculos em volta do meu cérebro
Eu acho que estou sempre desejando que você dê fim a esse reinado
Mas é o meu destino ser a rainha da dor

Rainha da dor, eu sempre serei a rainha da dor
Eu sempre serei a rainha da dor

Música The Police-versão Alanis Morissette

sexta-feira, 23 de julho de 2010

L. O. S. E. R


Dia destes comparei a faculdade com um jogo de vídeogame para uma das minhas irmãs e ela achou engraçado. Mas não faço essa comparação somente com a faculdade não, costumo encarar toda a vida como um jogo de consoles, cheio de obstáculos, fases e chefes de fases a serem vencidos, cada vez aumentando o grau de dificuldade.

Nunca achei que minha vida fosse fácil, aliás, reconheço minha total fraqueza para tomar decisões ou correr atrás de meus objetivos. E aquela célebre frase "Penso, logo desisto" já havia sido utilizada por mim desde os idos de 1996, quando na sexta série pichei quase todas as paredes da sala de aula com tais dizeres. Sem falar na filosofia Pitty de "o fracasso lhe subiu a cabeça" que venho seguindo... Sou exatamente esse tipo de pessoa que de tão acostumada a falhar, a se dar mal, já projeta esse pensamento negativo para o futuro. E não adianta dirigirem-se a mim dizendo que não posso agir/pensar assim. É inevitável! É a minha natureza. Não que eu não tenha tentado mudar, muito antes pelo contrário, mas é que de tanto acreditar em vão, desisti... é simplesmente algo que me precede.

Acho que só Deus sabe como enfrentei essas últimas três semanas de frustração sobre frustação. De expectativas que criei em vários níveis e nenhuma se concretizou. Nenhuma! Sem mencionar a indecisão. Arriscar ou não arriscar? O que arriscar? Por que arriscar? Vale a pena? O que ganho? O que perco? ((será que alguém precisa saber???)) Tudo isso aliado a inúmeros obstáculos e imposições que quase dei um nó no cérebro de tanto pensar. Pedi opinião a todo mundo, sobrou até pra gatinha Luna da minha irmã... ((sério!)) Mas a decisão final só cabia a mim. Corri atrás e olha só! Mais obstáculos e mais imposições e consequentemente mais frustração!

Meu maior medo agora é me tornar uma pessoa totalmente frustrada.
Será que o fracasso realmente me subiu a cabeça???

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amizade!!! Feliz dia do amigo!!!





Confesso que duvidei. Duvidei muito da existência de coisa deste tipo!
Ainda bem que sempre me mostram que estou errada.
Mas foi preciso muita insistência, de minha parte, em me convencer a aceitar pessoas tão maravilhosas adentrando meu mundinho estranho. Não por medo das pessoas, mas por medo de eu mesma decepcioná-las. Espero estar cumprindo meu papel...
Amo muito vocês, MEUS AMIGOS!
Obrigada por me fazerem feliz, muito feliz!

BJu!


terça-feira, 13 de julho de 2010

Os verdadeiros magníficos bastardos


Em pleno dia 13 de julho, dia mundial do rock, não poderia deixar de homenagear minha banda favorita: Faith No More. Este texto foi escrito há cerca de 3, 4 anos. Um dos tesouros escondidos que encontrei na minha gaveta. Enjoy!

O Faith No More nasceu em São Francisco, Califórnia, nos idos da década de 80.
Contavam com Mike "Puffy" Bordin na bateria, no baixo estava Billy Gould, na guitarra, Jim Martin e nos teclados, Roddy Bottum. Nos vocais, ninguém fixo, apenas algumas participações especiais como uma tal Courtney Love ((que num futuro próximo viria a se tornar uma famosa viúva)). Até que efetivaram um vocalista chamado Chuck Mosely ((que gravou 2 discos a frente da banda)). Neste início do FNM, a plateia dos shows era formada por bêbados e um eventual-e não menos bêbado-James Hetfield do Metallica. Depois de lançarem Introduce Yourself e We Care a Lot, Chuck deixou a banda. Para ocupar seu lugar foi cogitada a inclusão de ninguém menos que Chris Cornell ((a época ainda não estava no Soundgarden e nem sonhava com Audioslave)), pois o outro rapaz escalado estava em dúvida se devia ou não abandonar sua banda original, o Mr. Bungle.
Esse rapaz em questão era Mike Patton, um moleque de 20 e poucos anos que só queria se divertir. E não é que o rapaz topou?! Mike escreveu sozinho as letras de The Real Thing ((o 3º da banda e seu 1º como vocalista)) em uma semana. Depois de lançar o álbum, o sucesso sorriu feliz para aquela turma. Em 1991 a banda foi convidada - dizem que por influência de Axl Rose - para o Rock In Rio II.
Pois é, e a galera toda que foi ao evento mais interessada em ver as estripulias de Prince, se surpreendeu com aquele bando de malucos e suas "músicas atrapalhadas", uma mistura de metal com funk e vocais de rap. De alguma forma tudo aquilo fez sentido e agradou a brasileirada. Tanto que eles voltaram ao Brasil para uma megaturnê cobrindo quase todo o território nacional ((inclusive Mogi das Cruzes)). O 2ª álbum de Patton e o 4º da banda, Angel Dust foi e ainda é uma grande influência, principalmente para o famigerado Nu-metal ((Korn, Limp Bizkit, Linkin Park, Marylin Manson, Deftones, Papa Roach e tantos outros por aí...)) No entando, mesmo apesar de celebrado, o álbum não foi sucesso de crítica e nem de público e ainda culminou na saída do guitarrista Jim Martin, que confessou, ainda durante as gravações, que enquanto seus colegas de banda ficavam experimentando e criando, ele tinha uma dificuldade tremenda de encaixar sua guitarra naquilo tudo. O Faith No More ainda lançou mais 2 álbuns de estúdio, o King For a Day, Fool For a Life Time ((que incluía uma música com versos em português com o sugestivo nome de "Caralho Voador")) e o Album Of The Year.
Em 1998 a banda encerrou suas atividades com as suspeitas de que os motivos para tanto foram os outros projetos que os membros da banda ainda mantinham. Patton, por exemplo, nunca deixou o Mr. Bungle e ainda criou o Fantomas e vive "parindo" projetos por aí. Billy Gould também tocava na banda de metalcore mexicana Brujeria, Roddy tinha/tem uma banda indie chamada Imperial Teen e Bordin sempre fora o baterista dos sonhos de todas as bandas, sendo chamado inclusive para substituir John Bonham numa possível volta do Led Zeppelin, mas acabou indo tocar na banda de Ozzy Osbourne.
A banda acabou, mas suas influências permanecem e os brasileiros continuam sendo os maiores fãs. Recentemente fora cogitado uma volta do FNM, mas ficou tudo só na especulação. Mas quem é fã de verdade sabe que o Faith No More é Evermore.

Coments: como já foi dito, esse texto foi escrito anteriormente a volta da banda. Sim!!! Faith No More se reuniu e tocou a exatamente 1 ano atrás no Download Festival. Vieram ao Brasil ao final do ano para dar seguimento a turnê The Second Coming que eu inclusive fui!!! ((e postei sobre neste humilde blog!!))

BJu pra quem rock!!! \m/

domingo, 11 de julho de 2010

??????????????? PQP Juliana!


Vou mudar meu nome! Juliana de Fátima Ironia ou ainda Ironia de Faria!
Puta que pariu! Tem coisas que só acontecem comigo!
Sabe aquelas coisas bizarras que parecem só passíveis de ocorrer nos Friends ou Simpsons? Naaaadaaa! Acontecem comigo o tempo todo! Impressionante!

Minha vida é pura ironia!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O que estou ouvindo?


Mas uma vez, chupinhado do http://menina-me-nina.blogspot.com/


Não sai do meu MP7, nem do meu som, nem do PC o Chiaroscuro da Pitty. Eu sei, já tem um ano do lançamento do álbum, mas após vários shows ((sim, fiquei conhecendo as músicas no palco - Awesome!)) decidi correr atrás do rebento da baiana e não é que viciei? Valeu, irmão!

Então vamos às famosas perguntinhas:

- O que você sente/sentiu quando escutou? Nossa! A Pitty fez um álbum inteiro pensando em mim! Que moral!

- O que você imagina quando escuta? Minha vida passa diante dos meus olhos, exatamente como em um filme. Trapézio tem tudo a ver comigo, unindo amor, bebedeira, ressaca ((moral ou não)), sensação de estar nas alturas sem saber como será a queda...

- Recomenda? Sim. Não só por ser Pitty, aliás, justamente por ser! Acho que o Chiaroscuro tira essa imagem dela de ídolo patrocinado pela MTv. Tem algo a mais do que música para passas no Top 10/Disk. Tem maturidade ali, como diria a própria em Desconstruindo Amélia: "hoje aos 30 é melhor que aos 18, nem Balzac poderia prever!"

BJu!


sábado, 3 de julho de 2010

Cartilha da vida



Originalmente postado em 05/03/2008

Sabe o que seria bom? Se tivesse uma cartilha ensinando a gente a viver...

Não sei se já falei isso aqui, mas que é verdade, é! É tão difícil viver, a vida é tão cheia de dúvidas, é tanta pressão que enlouquecer parece tão fácil!

As pessoas dizem "você tem que arriscar", mas e o medo de não dar certo, de se machucar? E não sei quanto aos outros, mas eu sempre me ferro. Sempre! E sempre por minha culpa! O que prova que o problema está em mim.

Mas mesmo assim, seria tão bom poder encontrar respostas para algumas questões.

Conselhos: talvez eles pudessem até me ajudar, mas não tenho encontrado ninguém pra me aconselhar ultimamente ((ou não tenho consigo procurar alguém para me aconselhar)).

Mas o fato é que estou cheia de "caraminholas" na cabeça, cansada e triste.

Querendo uma vida nova, mas que venha com manual desta vez!

BJu!

Coments: Continuo querendo a facilidade de uma cartilha/manual de instruções pra viver a vida, pois ela continua cheia de dúvidas e pressões. Lembrei deste post diante de uma conversa com um certo rapaz que dizia que temos que arriscar e assumir nossos próprios riscos. Concordo plenamente, só que descobri que sou incapaz de fazê-lo, não só por preguiça, mas porque me descobri uma pessoa incapaz mesmo. Não sei dizer o que acontece... E quanto ao "medo", esse é constante e real: eu só me fodo nessa merda!
Quanto as respostas para questões, essas já me acostumei também: nunca saberei. E os conselhos? Se fossem bons de verdade, seriam cobrados. Mas o que é fato é que, conselhos e opiniões só são bons quando SOLICITADOS. Até o rapaz que me fez relembrar este post me "enervou" justamente por ter opinião demais...
As caraminholas estão aí, mais presentes do que nunca, mas ao menos sou capaz de assumir que se elas existem nesse momento são por minha culpa.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sonhar é bom ou ruim???


Simplesmente não gosto quando me vejo numa situação dessas...
Estou feliz, mas sabendo que não posso ficar.

Em uma situação, por que não sei se dará certo e em outra, porque eu sei que não dará certo...
Então, fico "matutando", criando expectativas e ao mesmo tempo evitando-as...
Não sei o que fazer.
Eu sei que é bom sonhar, pois a vida da gente já é deveras real, mas se deixar levar por sonhos impossíveis também é roubada.
Daí surge a dúvida.

Minha solução atual? Tentar ((veja bem, tentar!)) não pensar muito no assunto e deixar a vida correr. E seja o que o Homem quiser!


BJu!

sábado, 26 de junho de 2010

Rock faz melhor minha vida...



Essa frase na verdade é o nome de uma comunidade do orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=11124636 - Beatles faz melhor minha vida.
Mas achei que tem tudo a ver.

Ando com muita "birra de gente", tá meio assim, respirou? Atiro pra matar! Enfim...

Ontem tive um dia de altos e baixos ((mais baixos que altos, if you know what I mean...)), jogo da seleção foi ruim, mas a companhia da Cáthia e da Amanda foi muito legal.

Fui injuriada pro estágio, lá, aquele climão de sempre, tendo que aturar reclamações, piadinhas idiotas e plantas que se movem.

À noite, o mais esperado: show da Plugness! Dandan e seus aceclas arrebentaram, agradecimentos aos músicos "quebra-galho" Thiago Melo e Ricardo pai da Júlia! Show perfeito! Com direito a agradecimentos a mim! Owwwnnnn!!

Tudo isso me fez perceber o quanto a música é boa pra mim, o quanto o rock me faz bem, pois naquele momento, esqueci de tudo, das dores do mundo. Tudo era sobre música e música boa!
Senti aquela velha sensação, aquela vontade de fazer parte daquilo, daquele mundo, do mundo do rock! \m/
Tá pra existir algo melhor, seja o que for, comer, dormir, beber ou sexo! Rock é muito bom! Poderia ficar assim pro resto da vida. Poderia, mas não fiquei.
A vida seguiu, e junto a ela uma sequência de erros, desentendimentos, confusões ((especialmente na minha cabeça)) e desencontros.

Assim sendo, voltei pra casa sozinha, triste e com raiva de mim mesma, porque se as coisas dão errado na minha vida, é tudo culpa minha, pois tudo é uma questão de escolhas, e as minhas são sempre furadas...

Então fui dormir querendo não acordar, acordei querendo não levantar, levantei querendo não querer mais nada...

Mas havia a música! Ah sim! Havia o rock!
Minha casa estava inundada pelo som de guitarras, baterias e baixos. Som pulsante, variando do metal mais cabeludo ao rock mais sensível.

Foi o que me fez erguer a cabeça, sacudir a poeira e seguir um pouquinho mais. Sem mensionar a inspiração para este post!

Vida longa ao rock!

BJu pra quem gosta de rock n' roll!!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Me sentindo um zero a esquerda...


Já faz um tempinho que tô assim... Já perdeu até a graça...
Mas no fim são apenas zerinhos do lado esquerdo, daqueles que não contam nada...

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Amooooooooooooooooooo minha van IV




Diálogo Surreal:

Eu desesperada: _Fu
lano ((motorista da minha van)), me espera, por favor. Chego aí rapidinho!
Motorista idiota: _Você tá de carro?

Sua anta, se eu estivesse de carro, por que iria querer pegar uma van?
Deus!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Apenas mais uma de amor

Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Sub-entendido

Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer

Eu Acho isso tão bonito
de ser abstrato,baby
A beleza é mesmo tão fugaz

É uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer


Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então,
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer


Se amanhã não for nada disso

Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber

Lulu Santos

sexta-feira, 21 de maio de 2010

domingo, 25 de abril de 2010

Ode aos vocalistas


Como prometido, aqui estou eu, para falar desta vez sobre os vocalistas.
Mas, saibam vocês ((meia-dúzia de gente que me acompanha)) que este é um assunto deveras prolixo, então hoje me aterei apenas uma classe de vocalistas, os entertainers. E confesso que não posso me aprofundar muito no assunto, porque se falo de entertainers, falo de shows ao vivo, porque não dá pra saber como um cara é no palco ouvindo um disco de estúdio, entonces...
Sem falar que show ao vivo de grandes bandas, posso contar nos dedos quantos vi...

Primeiro show que vi na minha vida de gente famosa ((mando um alô pro Wendel e suas trocentas bandas - mal de baixista, né, Thiago? - Os Barbados, Elfos Negros, Barões de Mauá...)) foi o Tianastácia no estacionamento da Funedi. O Tianastácia tem dois vocalistas, é meio confuso, mas flui, pena tocarem Conto de Fraldas 16.587 vezes.

A primeira Festa da Cerveja ninguém esquece, né? Então, minha 1ª vez com o Bezerro ((kkkkkkkk)) foi ver Supla e Engenheiros. 2 shows em um dia é sempre bom! Fato: o Supla é doido! De tudo! Mas ainda assim, sabe comandar o palco e um bando de gente nada a ver com nada consta, que sabe-se-lá-Deus o que tava fazendo ali no show dele... Pensei que ia morrer, mas ele soube guiar o show direitinho. Engenheiros é um caso de amor sério. Tantas quantas vezes eles puderem vir a Divinópolis, eu irei assisti-los, simplesmente porque os adoro ((viu, Raslan?)). E todo mundo reclama do Humberto Gessinger no palco, que ele não conversa, que ele não fala nada. Eu simplesmente A-D-O-R-O! Partamos do pressuposto de que paguei pra ouvir música e não falação... mas o que vocês querem também, o cara toca baixo, guitarra, gaita, teclado, sanfona, gaita de foles, seria exigir demais dele ser um puta entertainer também. Mas o Humberto é acima de tudo um cara inteligente. Ele é caladão, mas quando fala, ele projeta pérolas! E que péroloas! Adoro gente que guarda o melhor! ((Nossa!)) Até hoje já vi 3 shows dos Engenheiros e ainda quero ver um do Pouca Vogal, projeto novo.

Não posso deixar de falar de Pitty! Já vi 3 shows dela também. E confesso que sempre antes de seus shows, dou uma tremidinha nas bases, já que a moça tem fama de não ser fácil, mas ela sempre me alenta! Principalmente baseando no 1º show dela que vi, na Fenacer de 2007, quando o som pifou! Achei que ela iria chilicar e quebrar tudo, o que se ouviu foi: _Vocês não tão me ouvindo? Mas eu tô ouvindo vocês. Agora vocês vão ouvir e berrou no microfone de forma a estremecer aquela arena!
Meu orgulho! Menina super poderosa. Quando crescer vou ser assim!

Falando em Fenacer, a do ano passado teve Skank, e por incrível que pareça, nunca tinha ido a um show deles. Muito bom, convincente, só não gosto das odes ao cruzeiro... Falando em odes, a falação do Falcão d'O Rappa é de "brochar" qualquer um...

Frejat também já vi, ele é lindo e tudo o mais. Manda bem e tudo mais, pena que as pessoas não saibam quietar "as piriquitas" pra ver um show, mas vou tirar a prova dia 01/05 agora. Tenho certeza de que ele não vai me decepcionar!

Agora, o melhor de todos, o mais mais, o excelente, o estonteante, o maior entertainer de todos os tempos é ele: MIKE PATTON! ((novidade!)) Gente, não é puxa-saquismo, mas o cara é O cara! Ver um show deles é maravilhoso, o cara fala em português com a gente, zoa o time da gente, guia o nosso coro, nossa coreografia, grita, urra, assovia e chupa cana, roda no palco sem ficar tonto e não desafina nunca! Nunca! O cara canta pra caralho! Simplesmente impressionante! Show do FNM não preciso nem dizer que é altamente recomendável. Quando tiver uma banda, não aceito um vocalista que seja menos que um Mike Patton, e se acaso for vocalista de uma banda, não aceito menos que ser um Mike Patton! O verdadeiro Entertainer!

Obs.: ainda falarei dos vocalistas que cantam... hehehe

BJu pra quem não tem vergonha de soltar a voz!

sábado, 17 de abril de 2010

Missão Cumprida!!!


Todo dia é uma batalha, né? Pois é!
Hoje fui guerrear mais um pouquinho... Hehehe
...
Começa o dia de Juliana às cinco e meia a manhã... num sábado! Uhu! Corre a Ju pra academia, é dia de festival, e entre notícias decepcionantes, "café cagado", meninada encapetada, medalhas, fotos, garoto Debian 2010 ((ô trem bonito)), a manhã se esvaiu. Batalha vencida!
Corta pra Ju pro centro, comprar bolsa "chiqetese" e lá se foram R$100,00 embora... Número de fone novo ((agora também sou Vivo)).

Corta pra Juliana agora indo pra Funedi! Trabalho! ((mais um de tantos, aff...)) Contar com boa vontade do colega lá é raro, mas foi. Editado! ((calma, esse ainda não acabou)). Marina liga.

Lá vai a Ju de carona pra cervejaria! Nizio na cidade! Por pouco tempo, então, 'bora aproveitar cada segundo. Mais aventura, correria pra alcançar o Gardenia! Deu certo! Bye, meninos! Boa viagem!
Vê se voltam, hein?!
Volta Ju pra casa, com dorzinha de cabeça de sono, cansadinha, mas com uma sensação doce de missão cumprida! Dia fodinha, mas com tudo bem, terminando bem! ?

E amanhã? Amanhã tem show do Maria Boné em Ermida ((saudade... KKKK))! Encontro de motoqueiros e eu a pé... Uai, o que vale é a aventura!

Sério, gente! Amei o dia de hoje!

BJu!

Epic