sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Soneto de Fidelidade


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.


Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes



3 comentários:

  1. que seja eterno enquanto dure!!!
    E se possível dure para sempre...huahuahuahua
    amar não importa o quanto dolorido é !
    Nosso coração temoso não consegue viver sem amor!

    to de volta!
    amo vc!
    bjo!!

    ResponderExcluir
  2. Amor é complicado.
    Vc acha que nao precisa dele, mas passa quase que a vida toda em busa de um. Às vezes somos um pouco orgulhosos demais... amor é foda! hehee =)

    ResponderExcluir
  3. ahhhhhhhh q lindoo!
    soneto de viniciu... perfeito neh?

    "Que mesmo em face do maior encanto
    Dele se encante mais meu pensamento."

    ai, ai
    é o amor...
    bom vivê-lo... pelo menos p enqto ta sendo neh...
    q seja imortal enqto dure!

    o meu p vc ja e imortal viu? e vai dura p sempri
    guh tinhama

    besos calientes

    ResponderExcluir

Epic