segunda-feira, 4 de junho de 2012

Cem anos. Comemorar? Eu?





Divinópolis completou 100 anos no dia 1º de junho. 

E daí?

Cabe aqui uma analogia: A cidade do Divino tá que nem a gente quando fica velho, começa a capengar e quanto mais velho, mais problema de saúde tem. Divinópolis está doente! E por mais que seja clichê-tá aí o exemplo da saúde. Um grande hospital quase fechando as portas devido a "tretas". Agora imagina, se o setor de saúde não dá conta da cidade, que dirá da região?! Que dirá sem vários leitos que estão sendo desativados neste hospital... Mas ainda tem o presente que a cidade me deu, aliás, que está me dando desde o final do ano passado. Roubo no local de trabalho, roubo na casa do namorado, roubo na minha casa, roubo na casa do namorado comigo lá... 


Obrigada, Divinópolis! De coração! Obrigada administração divinopolitana. Limparam o "carrapateiro"? Ao menos sabíamos onde estava o perigo. Hoje ele está em TODO LUGAR, na minha casa, inclusive, com toda a minha família dormindo. Com certeza o número de invasão de domicílios nunca foi tão grande. A polícia fez algo a respeito? Não. Nunca divulgaram nenhuma estatística, mas a minha casa e de meu namorado está lá, entre outros anônimos. A imprensa disse algo sobre isso? Nem sugestão de pauta ajudou, nem entrevista cedida. NADA! Parabéns, Divinópolis! Vamos comemorar no rodeio! As pessoas não sabem nem comemorar. Não fui ao parque de exposições e não iria nunca de domingo para segunda, pois teria que trabalhar no dia seguinte. No entanto, fui agraciada com a surpresa da invasão domiciliar e, para completar, ao chegar em casa após perder uma noite de sono, topo com um distinto escornado no corredor do meu prédio. Morador de lá, novo, uns 20 anos. 

Mais uma vez, princesa do Oeste, felicidades!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Epic