terça-feira, 6 de novembro de 2012

A primeira vez que eu vi o mar

Tantos anos de espera e lá estava ele na minha frente. O cheiro de maresia já anunciava de longe. Imponente, grande, magnífico, completamente diferente do que eu imaginava. Molhado, salgado e imenso. 
Ouvir o som do mar é como ouvir aquela música que você ama justamente porque ela te acalma, porque te faz sentir bem.
Me senti bem, longe de casa, me senti muito bem.
Não havia sol? Para que sol? Sol eu vejo todo dia da janela do meu quarto. O mar eu vi ali a primeira vez. E como é poderoso. 
Queria poder ficar lá para sempre. Fugir de tudo o que me incomoda, me preocupa. Mergulhar profundamente e fazer parte dele, para sempre, do mar!






Como uma onda no mar

Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará.
A vida vem em  ondas como o mar num indo e vindo infinito.
Tudo que se vê não é igual  ao que a gente viu a um segundo. Tudo muda o tempo todo no mundo.
Não adianta fugir, nem mentir para si mesmo agora. 
Há tanta vida lá fora. Aqui dentro, sempre.
Como uma onda no mar.



Lulu Santos


Epic